MENU

O que é um site responsivo e por que é importante

Se você está aqui, lendo isso, as chances de que você já tenha ouvido falar sobre ‘sites responsivos‘ é muito grande. Mas de verdade, você sabe o que isso quer dizer?

Para entendermos um pouco melhor esse conceito, vamos relembrar a internet de aproximadamente 10 anos atrás e como eram nossos hábitos de uso:

  1. Internet Discada e lenta
  2. Navegação exclusiva por meio de teclado e mouse
  3. Menos usuários (1,024 bilhões em 2005)
  4. Layouts em tabela
  5. Sessões de navegação mais longas e em períodos determinados

Considerando esse cenário, não havia motivo para precisarmos que nossos sites fossem dinâmicos. Um mínimo de atenção as regras de acessibilidade e usabilidade eram o básico e coisas raras de serem encontradas. A internet tinhamenos pessoas, portanto menos produtores de conteúdo e menos demanda.

As coisas começaram a mudar com os tablets, smartphones e o boom de telas diversas que foram se inserindo no nosso dia-a-dia. Coisas que antes nem passavam pelas nossas cabeças, se tornaram hábitos corriqueiros:

  1. Internet rápida em todos os dispositivos (e até alguns eletrodomésticos)
  2. Navegação por canais variados, controles por touch e voz
  3. 3,74 bilhões de usuários conectados
  4. Novas tecnologias de desenvolvimento (Angular, Polymer, HTML5, NodeJS, Symfony)
  5. Crescimento da popularidade do Open Source
  6. Sessões de navegação de duração variada, durante o dia todo.

Agora imagine as consequências dessas mudanças na forma de entregar conteúdo ao usuário final. Antes não havia segredo, a informação estava lá e quem quisesse acessar que esperasse 10 minutos até a tela carregar. Agora existe competição, você tem de entregar seu conteúdo com qualidade, de forma rápida e organizada ou o usuário vai buscar o que quer em outro lugar.

Além disso, seu site será acessado por uma variedade muito grande de tecnologias, com capacidades e telas completamente diferentes.

Essa é só uma prévia de variações possíveis

 

Como fazer com que isso funcione?


Entra o desenvolvimento responsivo

Tentando responder a essa pergunta, adotamos alguns padrões para a montagem de sites:

  1. Tableless -> Tabelas nunca mais (só para dados tabulares)
  2. Medidas em porcentagem
  3. Tratativa de Breakpoints comuns (equivalentes a medida da tela dos dispositivos mais populares)
  4. Minimização de tamanho dos sites (carregamento mais rápido)

Resolveu o problema? Não completamente, mas abriu as portas para o surgimento de novas tecnologias e métodos para tornar esse processo cada vez melhor.

O que então, caracteriza um site responsivo, atualmente?
Um site responsivo deve estar preparado para entregar seu conteúdo a toda essa gama de dispositivos de forma rápida e completa. Deve ter a arquitetura planejada para facilitar a navegação e oferecer uma experiência de usuário consistente a seus visitantes. E no mais básico da coisa, adapta seu layout a largura de tela em que for aberto.

Para quem não tem como investir em aplicativos, um site responsivo bem planejado é a melhor ferramenta disponível para aumentar o engajamento dos clientes e demonstrar que se importa com a imagem pública da marca na web.

Devo pagar mais caro por um site responsivo?
Não. Simplesmente porque se tentarem te vender qualquer coisa além disso, é um sinal de que o prestador de serviços/empresa está seriamente desatualizado. Na dúvida, procure sempre uma segunda opinião.

Preciso de um?
Sim. Especialmente se for o site do seu negócio. Sites antigos, sem atualização e com layout pobre fazem com que o nível de confiança do cliente na marca caiam significativamente. Não se esqueça de que com apenas alguns cliques seu cliente encontra outros possíveis fornecedores que tenham uma presença web mais completa e passe mais segurança.

Aproximadamente 38% do acesso mundial a internet vêm de dispositivos diversos, com um crescimento de 74% no ano de 2015. Esses são os negócios que você está perdendo sem uma tecnologia adequada para alcançar esses clientes em potencial.

UPDATE: Importante lembrar que o algoritmo do Google passou a priorizar sites responsivos nos resultados de busca. (conforme apontado pelo Richarley Menescal nos comentários!)

Fontes:
http://pt.slideshare.net/wearesocialsg/digital-social-mobile-in-2015
http://www.statista.com/statistics/273018/number-of-internet-users-worldwide/

Créditos de imagem:
Capa: freepik
Foto do corpo: Brad Frost

 



Sobre a Autora:


Diz aí...

Leave a Comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *